jusbrasil.com.br
17 de Dezembro de 2018
    Adicione tópicos

    OAB/MA REALIZARÁ AUDIÊNCIA PÚBLICA QUE DEBATERÁ O USO DE APLICATIVOS MÓVEIS PARA TRANSPORTE INDIVIDUAL PRIVADO DE PASSAGEIROS

    OAB - Seccional Maranhão
    há 2 anos

    Firme em seu propósito de atender aos anseios da sociedade maranhense e ser, de fato e de direito, reconhecida como a Casa de Todos, é que a Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Maranhão (OAB/MA), realizará, no próximo dia 24 de maio, em seu Auditório, a partir das 14h, uma audiência pública com o objetivo de promover um amplo debate sobre o uso de aplicativos móveis para transporte individual de passageiros em São Luís.

    A intenção da Seccional Maranhense da Ordem é reunir os principais atores do sistema de transporte público da cidade, vereadores, agentes de segurança, operadores do sistema de aplicativos, representantes dos taxistas e a população em geral para tratar Lei nº 119/2015, de autoria da ex-vereadora Luciana Mendes, que proíbe o funcionamento de aplicativos tais como o Uber em São Luís.

    “É mais um importante debate que traremos para esta Casa com o intuito de permite que todos os pontos sejam esclarecidos e que se encontre uma solução que atenda a todos da melhor maneira possível. Abrir as portas da Ordem para questões de interesse público, só nos dá a certeza de que a OAB é de fato a Casa de Todos”, disse o presidente da OAB/MA, Thiago Diaz.

    Para o vereador Paulo Vitor (PROS), um dos defensores do projeto, “é fundamental esta audiência pública para que os maiores interessados sejam ouvidos: população, taxistas, Uber's e autoridades competentes. O debate e a discussão de ideias são primordiais para uma decisão democrática e com certeza esta audiência será peça chave para a definição da matéria na Câmara Municipal de São Luís” defendeu.

    A audiência pública foi proposta em um momento importante e após conversa do presidente da OAB Maranhão com o vereador Paulo Victor, já que no mês passado, a Câmara Municipal de São Luís promulgou a Lei nº 119/2015 suspendendo a autorização para motoristas utilizarem aplicativos móveis em celulares para o transporte individual de passageiros, como o Uber, ficando o serviço de exclusividade dos taxistas.

    No cenário mundial e nacional a polaridade entre as vantagens e desvantagens desse tipo de serviço dá a tônica de quão é importante discutir este assunto. Enquanto os criadores dos aplicativos apresentam resultados com receitas para o Estado e benefícios para os usuários e ainda melhorias no tráfego das ruas onde atuam, o motorista que deseja dirigir um táxi no Brasil, por lei, precisa de uma licença da prefeitura e de um alvará para o carro. Em algumas cidades, ainda mais documentos são necessários.

    Em menos de cinco anos de operação, a Uber já está presente em 56 países e mais de 300 cidades — cinco no Brasil. Desde seu início, já levantou 5,9 bilhões de dólares de investidores de risco e é avaliada em 41 bilhões de dólares. Para um milhão de passageiros que usam o serviço diariamente, a Uber é o futuro do transporte nas grandes cidades, segundo dados da revista Exame. Em pesquisas realizadas nas redes sociais 91% da população maranhense colocou-se como favorável ao serviço por meio de aplicativos.

    Serviço:

    O quê: Audiência Pública sobre o uso de aplicativos móveis para transporte individual de passageiros.

    Quando: 24 de maio

    Local: Auditório da OAB Maranhão

    Horário: das 14 às 18h

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)