jusbrasil.com.br
23 de Agosto de 2017
    Adicione tópicos

    Britto rebate procurador-geral e diz Brasil é, sim, país da grampolândia"

    OAB - Seccional Maranhão
    há 9 anos

    "Exatamente por conhecer o trabalho da polícia e do Ministério Público é que eu afirmei que o Brasil é o país da grampolândia. Já é perceptível a insegurança de todos no que se refere a falar com segurança ao telefone e aí eu pergunto: alguém tem confiança quando conversa ao telefone no Brasil?"O questionamento foi feito pelo presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Cezar Britto, em entrevista concedida hoje (04), ao rebater afirmação dada nesta quarta-feira pelo procurador geral da República, Antonio Fernando de Souza, de que a OAB critica a grampolândia por não conhecer o trabalho desenvolvido pela Polícia Federal e o MP.

    O presidente OAB afirmou que estimativas indicam que, no País, há milhares de pessoas que podem estar grampeadas nesse momento, exagero que, segundo Britto, tem sido cometido com a autorização da Justiça e a interveniência do Ministério Público."É por isso que a OAB tem chamado a sociedade à reflexão", afirmou Britto."Não fiz uma crítica apenas para demonstrar que isso ocorre, mas uma reflexão para que isso não mais ocorra. Nós vivemos em uma democracia e ela pressupõe respeito ao cidadão".

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)